Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

A bela devoção das três Ave Marias

img

Entre as devoções a Nossa Senhora, existe uma muito especial: rezar todos os dias as três Ave Marias.

Mas, onde nasce esta devoção?

Sua origem data do Século XIII e está ligada a Santa Matilde de Hackeborn, uma freira alemã beneditina, a quem Nossa Senhora revela um modo de elevar uma ação de graças à Santíssima Trinidade pelos privilégios concedidos à Virgem Maria.

Santa Matilde nasceu em 1241 em uma nobre família. Pensando em sua morte suplicou com grande fervor a Mãe de Deus que a assistisse nos últimos momentos de sua vida.

Ela ouviu que Nossa Senhora lhe dizia:
“Sim, eu farei o que pedes, mas quero que, de sua parte, me rezes todos os dias três Ave Marias.

A primeira, pedindo que assim como Deus Pai me elevou a um trono de Gloria sem igual, fazendo-me a mais poderosa no Céu e na Terra, assim também eu te assista na Terra para fortificar-te e afastar de ti toda potestade inimiga.

Pela segunda Ave Maria me pedirás que assim como o Filho de Deus me cumulou de sabedoria, a tal extremo que tenho mais conhecimento da Santíssima Trindade que todo os Santos, assim te assista eu no transe da morte para encher tua alma das luzes da Fé e da verdadeira Sabedoria, para que não a escureçam as trevas do erro e ignorância.

Pela terceira, me pediras que assim como o Espírito Santo me encheu das doçuras de seu amor, e me fez tão amável que depois de Deus sou a mais doce e misericordiosa, assim eu te assista na hora da morte enchendo tua alma de tal suavidade de amor divino, que toda pena e amargura da morte transforme-se para ti em delícias ‘mude para te muerte se cambie para ti em delicias‘”.

Esta não seria a única revelação que teria uma teria uma santa em relação à devoção das três Ave Marias.

Outra religiosa contemporânea de Matilde, Santa Gertrudes, conhecida como “A Grande”, teve uma visão que confirmaria a outra revelação.

Assim aconteceu: eram as vésperas da festa da Anunciação, e ao cantar a Ave-Maria, Gertrudes viu, de repente, como emergiam do Coração do Pai, do Filho e o Espírito Santo três fontes de água que penetravam no Coração de Maria Santíssima.

Neste instante, ela ouviu uma voz que lhe disse:

Depois do Poder do Pai, a Sabedoria do Filho e a ternura Misericordiosa do Espírito Santo, nada se compara ao Poder, Sabedoria e Ternura Misericordiosa de Maria“.

A Santa Matilde a Virgem prometeu que quem rezar diariamente as três Ave Marias, receberá seu auxílio durante a vida e uma especial assistência no momento de sua morte, apresentando-se a Virgem com um brilho e uma beleza tal que só de vê-la receberá o consolo e as alegrias do Céu.

Além destas Santas, outros santos foram especiais difusores desta devoção, como Santo Afonso Maria de Ligório, que aconselhava com frequência esta bela prática de piedade; ou São João Bosco, que a recomendava aos jovens.

São Pio de Pietrelcina disse também que muitos se converteram só por praticar essa devoção também que muitas se converteram só por praticar esta devoção.

Modo de rezar as três Ave Marias:

-Maria minha Mãe; livra-me de cair em pecado mortal.
Pelo poder que lhe concedeu o Pai Eterno.
Ave Maria…

-Pela sabedoria que te concedeu o Filho.
Ave Maria…

-Pelo Amor que te concedeu o Espírito Santo.
Ave Maria…

Termina-se a oração com um Gloria… e a jaculatória: “Por Vossa Conceição Imaculada, o Maria, purificai meu corpo e santificai minha alma”
(Com as indulgências outorgadas por São Pio X).

Por Redação Gaudium Press

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *