Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

A Bíblia como instrumento (Parte III)

img

A Bíblia ensina grandes valoresbiblia-catequese2

Não reduzamos a Bíblia a exemplos edificantes, acentuando normas, proibições. Mas levemos a viver os grandes valores que a Bíblia nos mostra: serviço, justiça, misericórdia, perdão, fraternidade e tanto outros. A Bíblia resume toda a moral em amar e Deus e ao próximo. Este amor será criativo e descobrirá como colocar isto em prática do melhor modo possível.

A Bíblia não dá receitas prontas

A Bíblia não dá receitas prontas para nosso agir hoje. A vida moderna nos coloca diante de questionamentos não tão simples e que não se apresentavam ainda no tempo da Bíblia, como: guerras nucleares, corrido armamentista, preservação da natureza, controle da natalidade, aborto, democracia, direitos dos trabalhadores, emancipação da mulher, problemas da bioética , clonagem, e tantos outros.

A Bíblia não fala diretamente sobre isto. Fala sobre problemas morais e éticos do seu tempo, problemas que nem sempre são os nossos, como a observância da Lei de Moisés, as guerras “santas”, a idolatria e outros. Por outro lado, problemas como riqueza/pobreza, poder/opressão, culto/vivência estão bem presentes também nos dias de hoje.

A Bíblia quer ser uma inspiração para nós, hoje, para encontrarmos o caminho certo dentro do Plano da Salvação de Deus. Trata-se mais de uma mentalidade do que de prescrições exatas; é mais uma procura, uma descoberta da vontade de Deus hoje que quer nos tirar da “casa da escravidão” (cf. Ex 20,2).

Jesus Cristo está no centro

Para os cristãos, Jesus Cristo é o ponto alto da salvação de Deus. Toda a Bíblia encontra seu sentido pleno na pessoa dele. Não devemos cultuar o Livro. Antes do Livro está a pessoa viva de Jesus Cristo, presente na sua comunidade que, pela força do seu Espírito, quer renovar a face da terra e implantar o Reino do Pai, desde já, aqui e agora.

O método

O método é o conhecido VER (a realidade, as experiências, as dúvidas e perguntas…; JULGAR à luz da Bíblia tal realidade; AGIR (mudar de mentalidade e chegar à ação; CELEBRAR o que foi refletido; AVALIAR de vez em quando. Um bom exemplo do “método” de Jesus encontramos em Lc 24,13-35 onde encontramos os momentos de diálogo e situação (vv 13-24, julgar à luz das Escrituras (vv 25-27, celebrar (vv 28-31, agir (vv 32-35). A narração da mulher Samaritana segue o mesmo desenvolvimento. Toda catequese bíblica deve partir da vida, iluminar com a Palavra de Deus, levar à oração e celebração e, assim, levar à conversão, ao compromisso.

Conclusão

Estas reflexões (que não pretendem ser completas) mostram que não se trata de colocar simplesmente a Bíblia na Catequese e fazer a leitura de certos textos. Supõe que o catequista saiba usar a Bíblia dentro de uma visão libertadora, dentro do contexto atual da vida, levando a um compromisso em nível pessoal, comunitário e social.

Aconselhamos fazer um estudo com os catequistas e aprofundar ponto por ponto e ver em que nossa Catequese bíblica deve mudar e melhorar.

Fonte: www.catequesehoje.org.br

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *