Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

A coragem que nós cristãos deveríamos ter

A coragem que nós cristãos deveríamos ter

A Lei do Sábado era sagrada para os judeus (como ainda hoje é). Uma série de recomendações intermináveis – mais de 600 – os limitavam a tal ponto que poderiam retirar um jumento que caísse em um buraco, mas não permitiam que Jesus curasse neste dia ou expulsasse espíritos maus.

O que Jesus fazia? Desafiava os fariseus, saduceus, doutores da Lei e anciãos, realizando diante deles prodígios, milagres e sinais. Para Jesus o medo não existia. O Deus de Abraão, de Isaac e de Jacó estava com Ele. Por isso, na própria Sinagoga dos judeus Ele realizava atos de bondade em dia de sábado.

Quantas vezes nós cristãos, nos acovardamos diante de certas circunstâncias que ferem os preceitos do Cristianismo, e nos omitimos por medo. Calamos diante do aborto, da ideologia de gênero, porque não temos o conhecimento necessário para lutarmos com “unhas e dentes” contra estes ataques diabólicos.

Outras vezes nos omitimos por vergonha de “estarmos remando contra a maré”. Prestemos muita atenção a estas palavras de Jesus: “Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do Homem se envergonhará dele, quando vier na sua glória, na glória de seu Pai e dos santos anjos” (Lc 9, 26).

Revistamo-nos da coragem que Jesus nos oferece através do Espírito Santo – a Força do Altíssimo – para que sejamos capazes de realizar o BEM nas circunstâncias mais adversas e em todos os dias da nossa vida.

Paz e Luz

Por Antonio Luiz Macêdo

Leia mais artigos do autor:

Colunista Catequese Católica

Em Poucas Palavras

Poesias & Trovas

Acesse também: 

Evangelização Católica

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *