A obra constitui um ensaio sobre as linhas mestras do pontificado de Bento XVI, que se manifestaram em sua eleição e no primeiro ano de seu pontificado.

A partir de pesquisas dos documentos oficiais amplamente citados, o autor procura evidenciar as formas sutis pelas quais o cardeal Joseph Ratzinger, após ser eleito papa, procurou imprimir a seu pontificado as linhas mestras da própria vida e pensamento. Embora seja bastante diferente de seu antecessor, João Paulo II, de certo modo, o estilo de Bento XV está em sintonia mais profunda com as aspirações não apenas da comunidade cristã da atualidade, como também de todos aqueles que buscam sinceramente a Deus, muitas vezes em religiões e culturas nem sempre favoráveis a um verdadeiro diálogo inter-religioso.

Sem descurar as questões morais e institucionais que fazem grande alarde também entre os membros da Igreja, o papa focaliza o essencial da vida cristã, o seguimento de Jesus, e acaba desenhando um perfil do cristão e da Igreja que corresponde em profundidade às grandes expectativas da atualidade.

Após a leitura deste livro repleto de informações preciosas, fica a questão sobre até que ponto, às vésperas do segundo aniversário do pontificado de Bento XVI, podemos confirmar as intuições do autor.

Leave a Comment