Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Celebração do Dia do Catequista 2017

img

Buscando integrar catequese e liturgia, propomos para a celebração do dia do catequista deste ano, um roteiro baseado no Oficio Divino (Liturgia das Horas). Mais que um momento repleto de “alegorias”, queremos resgatar a nobre simplicidade, o silêncio, a centralidade da Palavra de Deus e a ritualidade, elementos fundamentais da liturgia cristã.

Esta é oração do povo de Deus, vivenciada por palavras e gestos, situada na grande tradição litúrgica da Igreja, na qual as comunidades cristãs se reúnem para cantar os salmos e proclamar o louvor de Deus, em nome de toda criação e da humanidade, nas diferentes horas do dia.

Portanto, uma celebração simples, mas que requer uma preparação cuidadosa, desde a organização do espaço celebrativo, a distribuição dos vários ministérios atuantes na celebração (coordenador(a) – aquele(a) que irá presidir a celebração; leitor; equipe de canto e música; os que acolhem os irmãos e irmãs, etc), o ensaio dos cantos e a participação ritual de maneira consciente, realizada com a “inteireza” do ser.

Preparando o ambiente: o local da celebração poderá ter ao centro um ambão, círio pascal, flores, cadeira para quem irá presidir o ofício; ao lado do círio pode ser colocada uma bacia (ou pia) de água benta, que pode ser aspergida sobre a assembleia logo após a recordação da vida. A assembleia poderá ser disposta de forma circular ao redor da mesa da Palavra. Um tecido colorido ou colcha de retalhos poderá ser estendida a sua frente para serem colocados os símbolos que representem a caminhada dos catequistas.

Saudação inicial, no jeito de cada grupo, a partir de sua cultura. O(a) coordenador(a) cumprimenta os irmãos e irmãs, convida o grupo a se apresentar e a entrar na oração, por um momento de silêncio, para depois invocar a presença do Senhor. Para motivar o silêncio, pode-se cantar um refrão meditativo.

1. CHEGADA, SILÊNCIO, ORAÇÃO PESSOAL... Refrão meditativo (Pe. Zezinho):
Meu espírito está, meu espírito está em sintonia com meu Deus!

Meu espírito está, meu espírito está em sintonia com o Pai!

2. ABERTURA: (Quem preside canta os versos a seguir; a assembleia responde, repetindo)
– Venham, ó nações, ao Senhor cantar! (bis)

Ao Deus do universo venham festejar! (bis)

– Seu amor por nós firme para sempre, (bis)

Sua fidelidade dura eternamente. (bis)

– Quem no Evangelho firme acreditar (bis)

Do Reino é convidado a participar. (bis)

– Com os(as) catequistas juntos(as) na oração, (bis)

Todo o povo de Deus faz sua louvação! (bis)

Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

Glória à Trindade santa, glória ao Deus bendito! (bis)

– Aleluia, irmãos! Aleluia, irmãs! (bis)

Do povo em caminhada a Deus louvação! (bis)

– Vem, ó Santo Espírito, iluminar, (bis)

Este nosso encontro vem abençoar. (bis)

3. RECORDAÇÃO DA VIDA
O(a) coordenador(a) sugere um breve momento de recordação da vida (destacando os acontecimentos importantes, fatos e memórias da caminhada dos catequistas na vida da comunidade, da região ou da diocese). Este momento poderá ser valorizado com a entrada de alguns símbolos que ilustrem o serviço dos catequistas. Ao final, todos cantam o Hino.

4. HINO:
A nós descei, divina luz! A nós descei, divina luz! Em nossas almas acendei O amor, o amor de Jesus! (bis)

– Vinde, Santo Espírito e do céu mandai luminoso raio! (bis)

– Vinde, Pai dos pobres, Doador dos dons, Luz dos corações! (bis)

– Grande defensor, em nós habitai e nos confortai! (bis)

– Na fadiga pouso, no ardor brandura e na dor ternura. (bis)

– Aos fiéis, que oram com vibrantes sons, dai os sete dons! (bis)

– Dai virtude e prêmio e no fim dos dias eterna alegria! (bis)

– Aleluia! Aleluia!

– Ó luz venturosa, divinais clarões encham os corações! (bis)

– Sem um tal poder, em qualquer vivente, nada há de inocente! (bis)

– Lavai o impuro e regai o seco, sarai o enfermo! (bis)

– Dobrai a dureza, aquecei o frio, livrai do desvio! (bis)

Aleluia! (bis) Aleluia! Aleluia! Aleluia! (bis)

5. SALMO 8
(Quem coordena, introduz o canto do salmo com as palavras abaixo; o salmo pode ser cantado alternando a assembleia em dois coros. Havendo a possibilidade, pode-se optar por outro salmo, conforme o Ofício Divino das Comunidades)

Eu digo a vocês: Se eles se calarem, as pedras gritarão” (Lc 19,40)

Cantemos a grandeza de Deus e a dignidade imensa que ele deu à pessoa humana. Adoremos o Cristo ressuscitado, imagem da nova humanidade, Senhor do universo.

1. Teu nome, é Senhor, maravilhoso, Por todo o universo conhecido;
O céu manifesta a tua glória, Com teu resplendor é revestido.

2. Até por crianças pequeninas Perfeito louvor te é cantado;
É força que barra o inimigo; Reduz ao silêncio o adversário.

3. Olhando este céu que modelaste, A lua e as estrelas a conter;
Que é, ó Senhor, o ser humano pra tanto cuidado merecer?

4. A um Deus semelhante o fizeste, Coroado de glória e de valor;
De ti recebeu poder e força de tudo vencer e ser senhor.

5. Dos bois, das ovelhas nos currais, das feras que vivem pelas matas;
Dos peixes do mar, dos passarinhos, de tudo o que corta o ar e as águas.

(repetir a estrofe 1 antes de cantar a estrofe 6)

6. A ti seja dada toda a glória, Deus, fonte de vida e verdade,
Amor maternal que rege a História, Vem, fica pra sempre ao nosso lado.

(por alguns instantes meditar em silêncio com as palavras do salmo; pode-se dizer em voz alta aquelas que mais tocaram o coração durante o canto)

Oração sálmica:

(quem coordena, conclui este momento com a oração)

Oremos! Ó Deus, que és louvado por todas as criaturas e conduz a história, olha para tua criação e faze com que ela manifeste a tua glória e esplendor, assim como tu te manifestas no dia de hoje. Não deixes que a obra de tua criação seja corrompida, mas sim possa ela ser cuidada amorosamente. Por Jesus Cristo, teu Filho, nosso irmão. Amém!

6. LEITURA BÍBLICA (se for o Evangelho, canta-se o Aleluia para aclamá-lo; optando-se por outra leitura bíblica, após a leitura, canta-se um refrão meditativo ou um salmo responsorial)

Aclamação ao Evangelho:

Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia!

– Eu te louvo, ó Pai santo, Deus do céu, Senhor da terra,

Os mistérios do teu Reino aos pequenos, Pai, revelas!

Evangelho: (Mt 16,13-20) ou outro à escolha

O Senhor esteja com vocês!

Ele está no meio de nós!

Proclamação + do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo…

– Palavra da salvação!

Glória a vós, Senhor!

(Quem coordena, poderá fazer uma breve reflexão a partir do texto bíblico proclamado, e depois, abrir para que os demais catequistas possam também partilhar da Palavra. Em seguida convida a todos a elevar as preces e louvores ao Deus que nos chamou)

7. PRECES
– Renova, Senhor, a tua Igreja, na força do Evangelho, e torna-a capaz de acolher, na ternura do teu Espírito todas as pessoas que te procuram.

Santifica teu povo, Senhor!

– Conduz os(as) catequistas para que, sendo ministros da Palavra na comunidade, possam testemunhar o Evangelho ao educar na fé os adultos, os jovens e as crianças que desejam aproximar-se da tua Igreja.

– Fortaleça os que estão no processo de Iniciação à Vida Cristã, para que compreendendo a Palavra do Evangelho, testemunhem no mundo as maravilhas do seguimento do Cristo.

– Guia o ministério dos(as) catequistas na comunhão eclesial, fazendo-os sinal na ação evangelizadora da Igreja.

– Torna-nos Senhor, capazes de crer no mistério da Cruz do teu Filho e faze com que, olhando para ela, tenhamos a coragem de morrermos por uma causa.

– Ilumina-nos para que sempre saibamos as razões de nossa esperança e sejamos vigilantes à espera do dia luminoso da tua vinda.

– Dá saúde aos que estão doentes e se encontram nos leitos dos hospitais; dá conforto aos que estão de luto e aos que estão na solidão e no abandono; ilumina com teu Espírito os que se encontram na escuridão dos vícios e das drogas.

Como irmãos e irmãs na mesma fé, rezemos juntos a oração que Jesus nos ensinou

Pai nosso…

Oração (quem coordena, conclui com a oração abaixo, invoca a benção de Deus e encerra a oração)

Ó Deus da sabedoria, derrama sobre nós a luz do teu Espírito. Inspira nossas palavras e conduze nossas ações, para que a tua Palavra nos encontre atentos e disponíveis. Faze-nos testemunhas da tua salvação e da tua paz! Nós te pedimos, por Jesus Cristo, teu Filho, por ele anunciamos a força do Evangelho aos pequeninos, na unidade do Espírito Santo. Amém.

8. BÊNÇÃO
Deus, o Pai, nos sustente na caminhada do Reino! Amém!

O Filho de Deus, Jesus Cristo, nos dê a graça de vivermos em comunhão com seu Evangelho! Amém!

O Espírito Santo, força que nos encoraja na fé, nos mantenha no serviço da Palavra! Amém!

Abençoe-nos o Deus todo amoro, Pai, Filho e Espírito Santo! Amém!

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo!

– Para sempre seja louvado!

9. CANTO FINAL E ENCERRAMENTO
(dependendo do lugar e do grupo, pode-se encerrar a celebração com um momento festivo: partilha de alimentos, dança em forma de ciranda ou outro jeito bem criativo de festejar o serviço dos(as) catequistas na comunidade)

Proposta de celebração elaborada por Padre Thiago Faccini Paro e Eurivaldo Ferreira

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *