Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Danos causados por algumas seitas e NMR

Lic. José Maria Baamonde

Apesar do que normalmente a sociedade acredita, são muitos os danos causados por certos novos movimentos religiosos e não somente no âmbito das pessoas que aderem ou seus familiares mais próximos.

A seguir consignaremos uma lista elaborada pela Winspread Conference, reunida na cidade de Wisconsin, EUA, em setembro de 1985, e que foi codificada nos âmbitos de Indivíduos e Famílias, Governo, Lei, Negócios, Educação e Religião, encontrando-se todos eles documentados:

INDIVÍDUOS E FAMÍLIAS

  • Fragmentação da família:

A família, sendo a célula básica de toda sociedade, é a única que, de forma eficiente, pode dar resposta ao presente desafio. É por isso que não poucos destes movimentos vêem nela um dos primeiros fatores a desestabilizar, já que o grau de dependência com um desses grupos vai ser inversamente proporcional à fortaleza dos vínculos familiares.

Na América Latina, onde os grupos evangélicos de tipo pentecostal registram características particulares, com respeito aos mesmos movimentos no continente europeu, se observa com bastante freqüência que quando um integrante de uma família se adere a estes movimentos, logo começa a acusar ao resto dos integrantes de estar ou pertencer ao Diabo, por não abraçar a fé pentecostal, com as conseqüentes rupturas familiares. Isto também é registrado com grupos como os Testemunhas de Jeová e demais grupos paracristãos.

  • Redução à escravidão e exploração econômica de seus membros:

Em muitos destes movimentos é exigido de seus membros um trabalho por meta, até cumprir a cota diária de dinheiro a arrecadar estipulada pelo líder. Em razão disto é freqüente ver altas horas da noite jovens tentando vender os últimos pacotes que salmérios que lhes restam (v.gr.: Quarto Caminho, Fundação Nahual); livros, posteres ou cassetes (v.gr.: Hare Krishna, Meninos de Deus/A família), para assim poder retornar à colônia ou lugar de seu grupo.

Em outros casos lhes é exigido a entrega de todos os bens, como assim também o pagamento de importantes somas de dinheiro para a realização de diversos cursos, os quais ao não serem pagos, geralmente é trocado por trabalho não remunerado em diversas sedes do movimento (v.gr.: Igreja da Cienciologia/Associação Dianética, Associação O Patriarca, e diversos movimentos para o desenvolvimento do potencial humano, entre outros).

  • Alterações mentais ou emocionais e desenvolvimentos psicológico deteriorado:

As práticas à que são submetidos os adeptos em certos grupos podem chegar a psicotizar a um indivíduo, especialmente se este conta com uma estrutural psíquica destas características. Isto é registrado especialmente naqueles movimentos que incluem em suas práticas a indução a estados alterados de consciência como costuma acontecer em alguns grupos evangélicos de tipo pentecostal em suas presumidas práticas de curas sobrenaturais ou de libertações demoníacas; em incorporações e possessões dos orixás; ou no tão difundido controle mental ao momento de levar adiante as supostas viagens astrais.

Sem chegar a tal extremo, também pode-se observar em outros, sintomas tais como imaturidade psicológica, personalidade dependente, delírios de onipotência, agorafobia, estados de confusos, estados de hipervigilância, estados hipomaníacos, dificuldades de concentração, tendências à automutilação, raciocínio de tipo paranóico, etc.

  • Doenças físicas, feridas ou morte dos membros causadas por maus tratos, negligência grave, proibição de tratamentos médicos:

Geralmente as doenças físicas provêm do deterioro geral por falta de alimentação adequada, ou por falta de atenção médica, a qual pode levar à morte, como é o caso dos Testemunhas de Jeová frente à negativa de receber transfusões de sangue, assim como outros movimentos que desaconselham a consulta a médicos e propõem que a cura seja somente realizada pela fé.

Também aqui devem ser contemplados os casos extremos em que o líder de um movimento ordena o suicídio a seus seguidores, como fora o tristemente célebre caso da seita do Templo do Povo que liderada por Jim Jones, culminou com o suicídio coletivo de mais de novecentos seguidores na Guiana em 1978. Mais recentemente, em abril de 1993, uma situação similar envolveu o movimento dos Davidianos, liderado por David koresh, na localidade de Waco, Estado do Texas, EUA; a Ordem do Templo Solar, simultaneamente em Cheiry (Suiça) e em Montreal (Canadá), em outubro de 1994, que liderada por Luc Jouret; e Porta do Céu, em São Diego, EUA, entre outros.

  • Abandono e abuso de crianças

É freqüente o abandono de crianças por parte de alguns destes movimentos, especialmente quando adoecem de alguma doença grave. Em geral, as crianças são entregues a familiares que não pertencem ao grupo para seu cuidado.

A respeito do abuso de crianças, um dos movimentos que mais acusações tem recebido é do Meninos de Deus/ A família que, apesar de suas constantes justificações, existe uma importante quantidade de documentação de uso interno do grupo, que provaria a veracidade das mesmas.

GOVERNO /LEI

  • Infiltração nos departamentos de governo:

Também em partidos políticos, sociais e organismos das Forças Armadas e de Segurança, com o fim de obter informação secreta ou particular, para conseguir benefícios financeiros ou influencias as instituições em que se infiltraram, para servir aos fins do movimento.

  • Evasão fiscal:

O caso mais famoso a esse respeito foi o que envolveu a Igreja da Unificação/ Moon, o que deixou como salto a prisão de seu fundador e atua líder, Sun Myung Moon, por alguns meses.

  • Aquisição fraudulenta e disposição ilegal de fundo públicos para a assistência social e a segurança social:

Esta é uma acusação que freqüentemente faz contra movimentos dos classificados como psicoterapêuticos ou de reabilitação pessoal, especialmente com aqueles que se dizem operar a cura de dependentes químicos.

  • Violação das leis de imigração:

Permanência clandestina de membros, uma vez vencidos os prazos de residência, assim como a prática de atividades laborais, tendo somente visto turístico e não permanência.

  • Abuso do sistema legal através de litígios:

Geralmente através e falsos litígios ou querelas infundadas em corporações autorizadas e reguladas pela lei; ou juízos a investigadores que, obviamente não prosperam, para desalentar a outros especialistas a elaborar trabalhos de estudo e investigação. A última das mencionadas é uma estratégia recomendada internamente no movimento Meninos de Deus/A Família, através da carta do líder intitulada “Como Tomá-lo”.

  • Conseqüência de objetivos políticos, enquanto atuam sob uma imagem de organização caritativa e não política:

O exemplo geralmente citado é o da Igreja da Unificação que, apesar de se apresentar como um movimento religioso, desenvolve uma ampla atividade política através de diversos encontros e congressos realizados por organismos, que dependem do grupo.

NEGÓCIOS

  • Arrecadação de fundos e venda de práticas, ambas enganosas, e abuso do status de organização caritativa, para conseguir dinheiro com fins lucrativos e outros propósitos não caritativos:

Isto se encontra intimamente relacionado com a característica tipificada como proselitismo enganoso. Entre outros movimentos que incorrem nele, podemos mencionar aos Meninos de Deus/ A Família, que tentam vender seus pôsteres, cassetes e vídeos aduzindo que juntam fundos para uma escola, um asilo, um centro de reabilitação de drogados ou e atendimento de jovens, suicidas, etc.

  • Também a fundação Nahual, a Fundação Enghelmajer, Associação Dianética, LBV, e centenas de grupos insertos na New Age ou Nova Era.

Stress organizacional e individual, como resultado da pressão que se exerce aos empregados que participam no ‘ensinamento empresarial e os seminários de desenvolvimento’.

Certos movimentos põem em prática seminários de crescimento, onde os participantes são submetidos a uma grande pressão psicológica para os logros das metas estipuladas.

  • Competição desleal mediante o trabalho mal retribuído ao ‘salários reciclados’:

Isto se dá fundamentalmente naqueles movimentos que possuem empresas comerciais.

EDUCAÇÃO

  • Negativa ou interferência, à obrigatoriedade legal da educação das crianças:

A maioria dos movimentos que entre suas práticas encontra-se a de viver em comunidade, não cumprem com esta obrigatoriedade (v.gr.: Hare Krishna, Meninos de Deus/A Família, Fundação Nahual, Casa de Judá, As Doze Tribos, etc).

  • Abuso das facilidades dadas pelas escolas ou as universidades, ou falsificação dos propósitos do grupo, para ganhar respeitabilidade:

Habitualmente ocorre por cessão das instalações para a execução de encontros ou seminários com algum tema que preocupe a sociedade, ou através da realização de convênios para fins comuns.

Um dos movimentos que implementa esta modalidade é a Escola de Yoga de Buenos Aires, com exposições sobre dependência química ou aids; também movimentos que utilizam como fachada o yoga ou o controle mental, costumam utilizar para seus cursos, dependências de institutos educativos, ou paróquias.

Ø Recrutamento de estudantes universitários através da violação de sua intimidades e/ou problemas, freqüentemente seguido do desbaratamento de seus planos de estudo ou seus objetivos:

Grupos como a Igreja da Unificação, Hare Krishna, Meninos de Deus/ A Família, o Movimento, e O Caminho Internacional, é habitual vê-los nas portas ou ao redor de universidades abordando aos estudantes em suas tarefas proselitistas.

RELIGIÃO

  • Tentativas de ganhar a ajuda de religiões já estabelecidas, apresentado uma imagem enganosa dos objetivos, crenças e práticas das seitas ou, mediante a infiltração em grupos religiosos já estabelecidos, com o fim de recrutar membros para o movimento:

Esta é uma prática muito recomendada pela líder dos Meninos de Deus/A Família, através de uma carta titulada ‘ Invadam as Igrejas’.

Desta maneira e ocultando seus verdadeiros objetivos, tomaram contato com grupos evangélicos e católicos, recebendo ajuda destes.

Também é freqüente que o grupo “O Caminho Internacional” ofereça cursinhos bíblicos em paróquias católicas, com o fim de efetuar tarefas proselitistas.

  • Busca da realização de uma frente comum, com religiões já estabelecidas:

Geralmente isso acontece mediante o empreendimento de atividades conjuntas frente a algum flagelo que assolam a sociedade, como pode ser o da dependência química, ganhando assim respeitabilidade, e desalentando possíveis suspeitas, que redundarão na facilitação do posterior proselitismo.

A presente lista elaborada pela Windspread Conference, deveria agregar-se outros danos codificados por diversas organizações, tais como os que a continuação é detalhada:

  • Abuso sexual e corrupção de menores.
  • Obrigação à prostituição.
  • Privação da liberdade e seqüestros.
  • Torturas.
  • Automutilações.
  • Tráfico e consumo de entorpecentes.
  • Suicídios.
  • Homicídios por encargo.
  • Tráfico de armas de guerra.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *