Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Desafio de Julho/2017

Na última edição da Sou Catequista, a Editora Ave-Maria, em parceria com a Sou Catequista, brindou a leitora  Thaís Castanho com um exemplar exclusivo do livro “Oração de São Francisco – Turma da Mônica”.

Entendendo a importância da formação para catequistas e catequizandos, a Ave-Maria nos enviou mais um livro para sorteio. Para recebê-lo em sua casa, você precisará responder à questão-chave do desafio:

INICIAÇÃO CRISTÃ
“A Iniciação Cristã é um dos pontos centrais da vida e da Igreja, da ação pastoral das comunidades, da vida dos cristãos. Ao falar de “iniciação”, não nos referimos somente aos momentos sacramentais de iniciação, mas devemos levar em conta todos os elementos integrantes do processo iniciatório: Batismo, pedagogia iniciatória familiar, primeira Eucaristia, catecumenato e catequeses, confirmação, comunidade eucarística (“A Iniciação Cristã“, de Felipe de Jesús León Ojeda)”. A ação do catequista como educador da fé passa por novas e revolucionárias expressões e inclui o uso das mídias. É necessário que catequistas e catequizandos conheçam as linguagens midiáticas para saberem utilizá-las de acordo com a mensagem que se quer transmitir. Cada vez mais é necessário ter presente nos encontros de catequese a linguagem dos meios de comunicação como parte da inculturação da fé no mundo contemporâneo. (Ângela Rocha)

Então responda:
Quais são os principais cuidados que o catequista deve ter com a Iniciação Cristã na era digital?

A resposta deve ser enviada em forma de comentário NESTE POST, lembrando que os textos publicados em nossa página oficial no Facebook serão considerados inválidos. Reforçamos: use seu conhecimento e criatividade à vontade, mas não se esqueça de ser objetivo. Nossa equipe analisará cada resposta e escolherá um (a) vencedor (a).

O resultado será divulgado no dia 11 de agosto em nosso site e redes sociais. Boa sorte! 🙂

SOBRE O LIVRO
“MINIDICIONÁRIO DA INICIAÇÃO À VIDA CRISTÔ
Este minidicionário ajudará, sobretudo, na formação de catequistas, preparados para assumir o desafio de um catequese de iniciação à vida cristã. Esta é tão necessária como difícil de ser assumida e levada avante, devido aos muitos condicionamentos da catequese atual, que é, em geral, ocasional, mais voltada à preparação para se receber um sacramento.” – D. Pedro Carlos Cipollini, Bispo de Santo André (SP).

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *