Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Dia Nacional do Catequista 2018

Dia Nacional do Catequista 2018

Celebrando a unidade: 4ª Semana Brasileira de Catequese, a serviço da iniciação à vida cristã

1. ABERTURA

– Venham, ó nações, ao Senhor cantar! (bis)

Ao Deus do universo venham festejar! (bis)

– Cremos, ó Senhor, no seu amor profundo. (bis)

Ouvimos e sabemos, és Salvador do mundo. (bis)

(todos se dão as mãos)

– Com os(as) catequistas juntos(as) na oração, (bis)

Todo o povo de Deus faz sua louvação! (bis)

– És fonte de água viva em nosso coração, (bis)

O único Caminho da iniciação (bis)

(inclinam a cabeça em reverência)

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espírito, (bis)

Glória à Trindade santa, glória ao Deus bendito! (bis)

(saúdam os irmãos ao lado)

– Aleluia, irmãos! Aleluia, irmãs! (bis)

Do povo em caminhada a Deus louvação! (bis)

(acende-se a vela)

– Vem, ó Santo Espírito, iluminar, (bis)

Este nosso encontro vem abençoar. (bis)

2. DIÁLOGO ORANTE

Dirigente: Amados(as) catequistas, nos preparamos, em comunhão com toda a Igreja do Brasil, para vivenciar a 4ª Semana Brasileira de Catequese, a Serviço da Iniciação à Vida Cristã, a ser realizada de 14 a 18 de novembro próximo, com o lema: “Nós ouvimos e sabemos que ele é o Salvador do mundo” ( Jo 4,42). A Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em comunhão com a Comissão para a Liturgia, promove esta semana especial com o objetivo de compreender a catequese de inspiração catecumenal a serviço da Iniciação à Vida Cristã, buscando novos caminhos para a transmissão da fé, no contexto atual.

Leitor(a) 1: O ícone da 4ª Semana Brasileira de Catequese tem como inspiração o versículo que conclui a narrativa da passagem de Jesus pela Samaria no quarto capítulo do Evangelho de João: “Nós ouvimos e sabemos que ele é o Salvador do mundo”(Jo 4,42).

Todos: “Nós ouvimos e sabemos que ele é o Salvador do mundo” (Jo 4,42).

Leitor(a) 2: O ícone é constituído por uma cruz central, sinal de nossa salvação, sinal do amor de Jesus que nos amou até o fim. A cruz refere-se à morte e ressurreição de Jesus. É com o sinal da cruz que os catecúmenos são acolhidos no caminho da Iniciação Cristã; ela é símbolo do estilo de vida que Cristo inaugurou e propôs, e que agora somos convidados a assumir e viver: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me” (Mt 16,24).

R.: Feita de dois riscos é a minha cruz, sem esses dois riscos não se tem Jesus. Um é vertical, o outro horizontal. O vertical eleva, o horizontal abraça. Feita de dois riscos é a minha cruz. Sem esses dois riscos não se tem Jesus. (bis) – (Pe Zezinho – Dois Riscos).

Leitor(a) 3: À esquerda da cruz, um pequeno traço vermelho nos lembra o lado transpassado de Cristo: “Pendente da cruz, do seu coração aberto pela lança fez correr sangue e água”[1]. O sangue e a água são identificados pela Tradição da Igreja como os principais sacramentos: a Eucaristia e o Batismo. O lado aberto de Cristo morto na cruz também evoca a nossa imersão batismal na paixão e morte do Senhor, que nos deu vida nova. O Batismo confere aos fiéis o dom do Espírito Santo e os tornam portadores e templos deste dom.

R.: Banhados em Cristo somos uma nova criatura. As coisas antigas já se passaram, somos nascidos de novo. Aleluia, aleluia, aleluia! (bis)

Leitor(a) 4: O espiral que se forma nas cores vermelha e azul, símbolos do sangue e da água, remete-nos à caminhada que iniciamos a partir do encontro com Jesus Cristo na comunidade eclesial, que nasceu do seu lado aberto. É símbolo da caminhada dos simpatizantes, catecúmenos, eleitos, neófitos e de todo cristão. Seguindo em sentido anti-horário, representa o Kairós de Deus, “o tempo oportuno”, pelo qual somos regidos, amadurecemos e crescemos, ano após ano, de domingo a domingo, de páscoa em páscoa, até a páscoa definitiva.

R.: Vem e eu te farei da minha vida participar. Viverás em mim aqui. Viver em mim é o bem maior. Sim, eu irei e viverei a vida inteira assim. Eternidade é na verdade o amor vivendo sempre em nós. (bis)

Dirigente: Assim, o logotipo da 4ª Semana Brasileira de Catequese em sua simplicidade e profundidade, quer nos ajudar a refletir e a resgatar a essência de nossa fé e o fundamento da Iniciação a Vida Cristã, que deve unir experiência e anúncio, fé e vida em um itinerário capaz de nos transformar em discípulos missionários de Jesus Cristo.

R.: Leva-me aonde os homens necessitem tuas palavras necessitem tua força de viver. Onde falte a esperança, onde tudo seja triste simplesmente por não saber de ti. (bis)

3. SALMODIA

(Quem dirige, introduz o canto do salmo com as palavras propostas; o salmo pode ser cantado alternando a assembleia em dois coros. Havendo a possibilidade, pode-se optar por outros salmos, conforme o Ofício Divino das Comunidades.)

Salmo 1 – “Feliz quem escuta a Palavra de Deus e a pratica” (Lc 11,28).

Dirigente: Para nossa oração ser agradável a Deus, a base é fazer parte da comunidade dos que procuram praticar a justiça. Que a meditação da Palavra de Deus nos oriente neste caminho.

1. Feliz quem não vai ao encontro dos ímpios, feliz quem não para dos maus no caminho, nem senta na roda, onde há zombador, mas busca a alegria, de noite e de dia, enquanto medita a lei do Senhor.

2. Qual árvore firme à beira do rio, que mesmo em estio, não há de secar, no tempo devido, seu fruto é colhido, é bem sucedido em tudo o que faz. O ímpio não chega a feitos iguais.

3. Os ímpios são palha que o vento espalha, sua causa é falha perante o juízo. Do meio dos justos acabam expulsos, pois Deus o caminho dos justos conhece, enquanto o caminho dos ímpios se perde.

4. Cantemos louvores a Deus, nosso guia, a sua palavra é nossa alegria. A todos ensina seu justo caminho, de modos diversos seu nome revela, seu nome louvamos cantando este hino.

Salmo 34(33) – “Venham para mim todos vocês que estão cansados de carregar o peso do seu fardo, e eu lhes darei descanso” (Mt 11,28).

Dirigente: Bendigamos ao Senhor que escuta a oração dos empobrecidos e dos pequeninos. Façamos nossa a experiência da intimidade com Deus que o salmista revela e Maria desenvolve na sua ação de graças ao Senhor.

Bendirei ao Senhor todo o tempo, minha boca vai sempre louvar, a minh’alma o Senhor glorifica os humildes irão se alegrar.

1. Vamos juntos dar glória ao Senhor e ao seu nome fazer louvação.

Procurei o Senhor, me atendeu, me livrou de uma grande aflição.

Olhem todos pra ele e se alegrem, todo o tempo sua boca sorria.

Este pobre gritou e ele ouviu, fiquei livre da minha agonia.

2. Acampou na batalha seu anjo, defendendo seu povo e o livrando,

provem todos, pra ver como é bom, o Senhor que nos vai abrigando.

Povo santo, adore o Senhor, aos que o temem nenhum mal assalta.

Quem é rico empobrece e tem fome, mas a quem busca a Deus, nada falta.

3. Ó meus filhos, escutem o que eu digo pra aprender o temor do Senhor.

Quem de nós que não ama sua vida, e a seus dias não quer dar valor?

Tua língua preserva do mal e não deixes tua boca mentir.

Ama o bem e detesta a maldade, vem a paz procurar e seguir.

4. Glória a Deus criador que nos ama, glória a Cristo que é nosso bem, e ao Espírito, amor e ternura, desde agora e pra sempre. Amém!

4. LEITURA BÍBLICA

Canto de aclamação: Fazei ressoar (ressoar) a Palavra de Deus em todo lugar (bis).

– Na cultura na história vamos expressar, levando a Palavra de Deus a todo lugar. Vamos lá.

Texto: Jo 4,4-41 (proclamar diretamente da Bíblia)

(Quem dirige a celebração poderá fazer uma breve reflexão a partir do texto bíblico proclamado e, depois, abrir para que os demais catequistas possam também partilhar da Palavra. Em seguida convida a todos a elevar as preces e louvores ao Deus que nos chamou ao seu anúncio.)

5. PRECES

Dirigente: Transbordando de alegria e gratidão, digamos juntos:

R.: Cristo, fonte de vida eterna, ouvi nossa oração.

– Que todos os dias possamos nos reencontrar contigo e em ti, para bem realizarmos a nossa missão de conduzir outros ao teu encontro. R.

– Que sejamos catequistas que superam as distâncias e não têm medo de estar abertos ao diálogo com o outro e com o mundo. R.

– Que, a exemplo da Samaritana, possamos aceitar a tua proposta de conhecer-te profunda e verdadeiramente. R.

– Que, abertos a tua perene novidade, possamos acolher em nós a revelação do teu amor. R.

– Que fiéis a nossa vocação, façamos ressoar em todos os lugares o anúncio do Reino presente entre nós. R.

– Que pela vivência do Batismo, testemunhemos com obras e palavras que tu és verdadeiramente o Salvador do mundo. R.

– Pai-Nosso.

6. ORAÇÃO DA 4ª SEMANA BRASILEIRA DE CATEQUESE

Senhor Jesus, nosso Salvador e amigo.

Tuas palavras soam e ressoam aos ouvidos de muitos discípulos teus.

Muito mais, és tu a Palavra que nos pronuncia o amor de Deus.

A tua voz queremos ouvir, ao teu chamado acolher, ao teu mandato obedecer.

Outrora chamaste os discípulos; hoje chamas a nós.

Outrora ensinaste as multidões; hoje pedes que te apresentemos a quem precisa de ti.

Nas margens do lago tiveste compaixão; hoje pedes que nos compadeçamos.

Desde a montanha enviaste teus discípulos; também hoje queres que façamos discípulos teus.

Senhor, são justamente estes os motivos e os anseios da nossa Semana de Catequese.

Que teu Espírito nos infunda a paz e a força de perceber tua presença.

Que Ele nos conceda a Alegria do Evangelho que queremos acolher, que queremos partilhar, que queremos transmitir.

Vem participar, Senhor, da nossa 4ª Semana Brasileira de Catequese.

Vem nos falar, vem nos inspirar, vem em socorro à nossa fé.

Tudo isso a ti pedimos porque temos um grande sonho:

Que nossa Catequese, e nossos catequistas aproximem de ti todos a quem nos enviaste.

Amém!

(Quem dirige conclui com a oração abaixo e o pedido da bênção de Deus.)

Ó Deus da sabedoria, derrama sobre nós a luz do teu Espírito.

Inspira nossas palavras e conduz nossas ações, para que a tua Palavra nos encontre abertos e disponíveis.

Faça de nós testemunhas fiéis da tua salvação ao mundo!

Nós te pedimos, por Jesus Cristo, teu Filho, e por ele anunciamos a alegria do Evangelho aos que nos confiastes, na unidade do Espírito Santo.

Todos: Amém!

Bênção

Dirigente: Ó Deus da paz, força da vida, nos firme na sua alegria, agora e para sempre. Amém!

[1] Ritual de Iniciação Cristã (RICA), n. 215.

Comissão Bíblico-catequética nacional

Via Catequese Hoje

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *