Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Dinâmica: Salvando-se do Naufrágio

img

Dinâmica de avaliação 

Objetivo: Avaliar e suscitar a participação e compromisso do catequista com o grupo. Estimular atitudes para o trabalho em equipe e o cuidado pelo outro.

Participantes: Preferencialmente acima de 10 pessoas, jovens ou adultos.

Recursos necessários: Cartões quadrados (10 x 10 cm), recortados em cartolinas coloridas, com quantidade acima do número de participantes.

Ex.: 20 participantes

20 cartões verdes escritos: PASSAGEM

30 cartões vermelhos; 30 cartões amarelos; 30 cartões azuis

Preparação: Distribuir para cada pessoa três cartões com cores aleatórias. Ex.: Uma pessoa recebe dois amarelos e um vermelho; outra, dois azuis e um vermelho e assim por diante.

Intencionalmente desequilibre a quantidade de cores, ou seja, use duas cores a mais que outra. Isso fará a dinâmica mais provocante. Chegará o momento em que faltará alguma cor. É importante que o guia não dê opinião, nem induza alguma atitude do grupo. Deixe que as coisas despertem espontaneamente. Fique com as sobras de cores e as passagens organizadas numa mesa à parte, onde será o local de troca.

Prever um espaço dimensionado para o tamanho do grupo, em pé. A dinâmica ocorre em 3 minutos, podendo aumentar o tempo para 5 minutos (dependendo do número de participantes).

Nosso grupo está num navio que está afundando. Sou o capitão e estou vendendo passagens para os botes salva-vidas. Atenção para as instruções necessárias para o resgate! Cada pessoa recebeu três cartões. Três cartões de cores diferentes equivalem a uma passagem. E, outra possibilidade: uma passagem equivale a três cartões de apenas uma cor.

Ex.:   1 vermelho + 1 amarelo + 1 azul = 1 Passagem

1 Passagem = 3 vermelhos ou 3 amarelos ou 3 azuis

Vocês têm 3 minutos para se salvarem. Comecem!

Provocações da dinâmica: Cada acerto e erro do grupo é fonte de análise na discussão posterior. Por que deu certo? Por que deu errado? Procurar nas discussões não criticar as pessoas por terem tomado esta ou aquela posição (elas são ilustrativas). Mas, juntos procurem organizar o conjunto de atitudes (interação, espontaneidade, liderança, envolvimento, indiferença, preocupação pelo outro, comprometimento…) que estiveram presentes. Após esta análise, caso seja necessário, o guia do grupo pode dar mais alguns minutos para que todos se salvem.

A dinâmica tem tarefa reflexiva seja pessoal, seja do grupo. É bom que se avalie, ao final, a caminhada de trabalho em equipe e como cada participante contribui para o grupo e com que atitudes devemos nos comprometer.

Dica para a catequese:

Esta dinâmica pode ser usada na avaliação anual dos catequistas ou mesmo numa formação/reunião sobre a organização da equipe ou projeto de catequese.

Com catequizandos, vale ressaltar que a salvação proposta por Jesus é coletiva, ou seja, para todos. “Coisas não salvam pessoas. Pessoas não salvam coisas. Mas, pessoas salvam pessoas!” É tarefa cristã o cuidado para não deixar ninguém à margem de uma vida digna, ou abandonado pela indiferença… E lembrar que mesmo Jesus quis formar comunidade de irmãos que se preocupassem uns com os outros e fosse sinal do Reino acontecendo.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *