As dramatizações são realizadas espontaneamente, dando oportunidade e liberdade de manifestação. O importante é o grupo representar situações de sua realidade. Podemos sugerir temas e materiais para motivação: narizes de palhaço ou outro formato de nariz, máscaras para o rosto, que podem ser feitas de jornal, saquinho de papel, pratos de papelão etc.

O grupo de catequizandos pode dramatizar uma eleição, por exemplo. E, se inspirar nos textos: At 6,1-6; 2 Cor 8,18-22; 1,23-26. Pode também dramatizar situações vividas no bairro, na escola, na família. O importante é ligar as situações dramatizadas com o tema do encontro catequético. A mesma dica vale para as dramatizações de histórias da literatura infantil que também ajudam muito no encontro catequético.

Dramatizações nas celebrações

Há várias maneiras de realizar esta atividade. Podemos encenar uma passagem bíblica, um fato da vida ou outras situações.

É preciso lembrar a simplicidade e a improvisação organizada na realização desta atividade, tomando cuidado para manter o povo atento. As sofisticações, enfeites, fantasias podem tirar as pessoas do clima de celebração.

É importante valorizar e incentivar a participação das pessoas na liturgia, que só assim estará celebrando a sua vida na busca constante de libertação.

Por Catequese Hoje

Leave a Comment