Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Formação de catequistas: “Prepare-se e vá”

Formação de catequistas: “Prepare-se e vá”

CELEBRAÇÃO – At 8,26-40

INÍCIO DO ENCONTRO

(Sala em círculo, um espaço celebrativo com panos coloridos, Bíblia, água, Círio e velas)

Saudação: Com um abraço as pessoas se cumprimentam

Canto: Eu vim para escutar… (Alguém introduz a Bíblia e os símbolos da vida infantil, juvenil e adulta)

Coordenador: A Palavra de Deus nos reúne como catequistas. Abramos nosso coração para ouvi-la. Alguém introduz a Bíblia no grupo e proclama: At 8, 26-40

-Silêncio
-Vivência da Palavra

1- O CHAMADO: “Prepare-se e vá”

* Um dia, como Filipe, ouvimos o apelo do Sr.: sair de nós, tomar o caminho de “Gaza” (cada participante cita o nome da sua comunidade…) e até mesmo, passar por certos desertos e ajudar a Palavra a se fazer caminho para muitos. Quando foi? Como foi? Qual a mediação deste chamado? Pessoas, acontecimentos? O que experimentei, então?

Canto: Te amarei

2- A RESPOSTA: “Filipe levantou-se e foi”.

* Levantemo-nos e que este gesto seja um símbolo do nosso “sim”, da nossa disponibilidade em acolher a reflexão desta noite e de continuar no caminho de Jesus. Cantemos:

Canto: Eis-me aqui, Senhor

3- CAMINHANDO NO MEIO DO POVO: “Nisto apareceu um eunuco etíope sentado no seu carro, lendo o profeta Isaías. O Espírito disse a Felipe: “Aproxime-se desce carro e o acompanhe. Felipe correu, perguntou…”

* Filipe encontra alguém negro, estrangeiro, escravo, discriminado e a ele é enviado. Nos deparamos com crianças, jovens e adultos. São de procedências diversas, de condições socais diversas. Trazem suas experiências, suas alegrias, suas angústias e desejos. Aproximemo-nos deles. Com nossa imaginação vamos correr até nossas comunidades e ouvi-los. Vamos trazê-los aqui para nosso meio e conversar com eles. Sentemo-nos ao lado deles. Ouçamos o que têm a nos dizer…

Partilha: Não falemos sobre eles, mas emprestemos nossas vozes para eles.
* Transformemos esta sala em uma grande caixa de ressonância dos apelos das pessoas em nossas comunidades.

4. ANUNCIANDO A BOA NOVA

“Então o eunuco disse a Felipe: ‘Por favor, me explique: de quem o profeta está dizendo isso? Ele fala de si mesmo ou se refere a outra pessoa?’. Então Felipe foi explicando…E, tomando essa passagem da Escritura como ponto de partida, anunciou Jesus ao eunuco”.

(Introduzir o Círio no meio do grupo)

Canto: Jesus Cristo, ontem, hoje e sempre. Ontem hoje e sempre, aleluia!

(Prossegue o encontro)

FINAL DO ENCONTRO

5-O COMPROMISSO SE RENOVA DIA A DIA: “Continuando o caminho, Felipe e o eunuco chegaram a um lugar onde havia água…O eunuco pergunta: “o que impede que eu seja batizado?”. Felipe lhe disse: “É possível se você acredita de todo coração”. O eunuco respondeu: “Eu acredito que Jesus Cristo é o Filho de Deus!”. E Felipe batizou o eunuco”.
– Nós, educadores da fé, só conseguiremos catequizar se “acreditarmos de todo coração”, se nosso Batismo for uma realidade vivida no dia a dia.
– No final deste encontro, na condição quer de Felipes, quer de eunucos, renovemos nossos compromissos do batismo.

(Todos se aproximam do espaço celebrativo)

Refrão: Banhados em Cristo somos uma nova criatura! As coisas antigas já se passaram, somos nascidos de novo! Aleluia!Aleluia!Aleluia!

Oração sobre a água: “Senhor da vida, cujo Espírito pairava sobre as águas desde o início da criação, nós vos pedimos: enviai vossa bênção sobre esta água. Seja ela para nós um sinal do vosso amor que tudo renova e purifica. E que ao fazermos memória do nossos batismo, recordemos o vosso chamado a sermos no mundo, testemunhas de vossa Luz. Pelo Cristo Ressuscitado, vosso Filho e senhor nosso, Amém”.

– Quem quiser estenda a mão direita em direção ao Círio e diga ou “Eu creio…” .

– Convictos e convertidos, nós queremos VIDA NOVA para nós e para os catequizandos de nossas comunidades.

Canto: Eu te peço desta água

(Enquanto se asperge, distribuem-se as velas)

Coordenador: Aspergidos com este sinal de Vida Nova, nós queremos levar para todos a “luz”, a luz de Cristo e luz da certeza de que podem contar conosco nesta caminhada de catequese. Que em nossa luz eles possam ver a LUZ.

Mantra: Ó luz do Senhor…

(Alguém acende uma vela no Círio e as demais vão sendo acesas).

– Oração da luz: “Ó Deus, que em Cristo nos tornastes luz do mundo, fazei que caminhemos sempre como filhos da luz para que, perseverando na fé, possamos ser luz para os catequizandos e caminhar juntos para a Luz que não se apaga. Amém”.

Canto: Sim, eu quero que a luz de Deus que um dia em mim brilhou, jamais se esconda e não se apague em mim o seu fulgor. Sim, eu quero que o meu amor ajude o meu irmão a caminhar guiado por tua mão em tua lei, em tua luz, Senhor,

6. É PRECISO PROSSEGUIR: “E, então, o eunuco prosseguiu sua viagem, cheio de alegria”.
– Alguns podem expressar o compromisso que assumem, o modo como querem ser luz para crianças, jovens ou adultos.

– (Apagam-se as velas)

Pai-Nosso

Canto a Maria: Pelas estradas da vida…

Via Catequese com Crianças

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *