O óleo do Crisma

O Crisma é um dos três óleos que o bispo benze todo ano na Missa da Quinta-feira Santa. Os outros dois são: O óleo dos catecúmenos (usado no Batismo) e o óleo dos enfermos (usado na Unção dos Enfermos).

O azeite significa o efeito fortificante da graça de Deus. Além da bênção especial e diferente que cada óleo recebe, o Crisma é misturado com bálsamo.

No Crisma, o bálsamo simboliza a “fragância” da virtude, o bom odor que deverá desprender-se da vida daquele que põe em movimento as graças da Confirmação.

Imposição das mãos

A imposição das mãos é um gesto bíblico de benção ou de consagração. Jesus cura os doentes e abençoa as crianças pela imposição das mãos, através da qual passa toda a sua força dívina.

Os apóstolos, pela imposição das mãos, curavam doentes, consagravam presbíteros e diáconos, e davam o Espírito Santo às novas comunidades.

O gesto é adequado a significar a tomada de posse de um ser pela potência de Deus e plenitude do Espírito Santo, a fim de investí-lo de um poder espiritual, de uma aptidão, em vista de uma missão.
Pela fórmula pronunciada pelo Bispo encontramos os sete dons do Espírito Santo, dons que caracterizam o Messias (Is 11, 1s)

Consignação

O Bispo coloca a mão sobre o ombro do crismando: imposição das mãos mais pessoal. Ao mesmo tempo marca-o na fronte com um sinal: o sinal da cruz, dizendo: (nome do crismando) recebe por este sinal, os dons do Espírito Santo.

A cruz que se traça sobre a fronte do confirmando é outro símbolo poderoso, se realmente o entendemos e pomos em prática. É muito fácil sabê-lo. Basta perguntar-nos:

Vivo de verdade como se trouxesse uma cruz visível gravada na minha fronte, que me marca como homem ou mulher cristãos?

Na minha vida diária, dou testemunho de Cristo?

Unção

Ao mesmo tempo que o Bispo procede a imposição das mãos de forma pessoal, ele unge a fronte do confirmando com o sinal da cruz, com o polegar mergulhado no óleo do Crisma. É a unção.

Os três gestos rituais formam um todo: o sinal sensível e visível do amor de Deus para com o confirmando.
Nesses três gestos o confirmando assemelha-se intimamente ao Cristo, ao Messias (Cristo no grego e Messias no hebraico, são traduções da palavra ungido ).

Jesus ungido. O homem Jesus é ungido de divindade e Espírito Santo.

Pelo Sacramento da Crisma, tornamo-nos plenamente cristãos, isto é, participantes da Unção do Cristo para continuarmos sua missão.

Essa unção é feita em forma de cruz.

Diz-nos Sano Tomáz: “Os combatentes trazem a insígnia do seu comandante”

E na fronte no ponto mais visível.

Comments
  • Responder

    Isso é benção aprender com o site e reforçar nossas ideologias que estão dentro do proposto pelo mesmo

Leave a Comment