Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

O Chamado a Felicidade

img

Celebração para o Mês Vocacional

Motivações: Gravuras dos grandes chamados da história da salvação (antiga e moderna). Frases: “Fui Eu que vos chamei”; “Vem e segue-me”; “Estou aqui, Senhor!”

Animador: Deus deseja que todos sejamos felizes e realizados. Mas, para que isso aconteça, Ele nos chama a partilhar nossos dons e capacidades com a comunidade, mediante a realização de determinado serviço.
É sempre Ele que nos chama, mas a decisão de responder SIM, a decisão de fazer uma opção de vida Ele deixa por nossa conta.
É sobre isso que nós, hoje, e durante todo este mês vocacional, queremos seriamente refletir.

Canto: Me chamaste para caminhar…

UM DEUS de VIDA

Animador: Sabemos que a vocação se concretiza no diálogo e no encontro de duas liberdades: a de Deus que chama e a da pessoa que responde. Este encontro acontece em níveis diferentes. Vejamos:

Leitor 1: Primeiramente somos chamados à vida, a ser gente, Deus quer que todos sejamos pessoas felizes e realizadas. No momento da concepção e do nascimento realiza-se esta vocação.

Leitor 2: Depois, num segundo momento, somos chamados a seguir Jesus. O batismo é o momento inicial e marcante deste chamado. Assim, como membros de uma comunidade, começamos a viver uma vida conforme a Sagrada Escritura e a Igreja nos pedem.

Leitor 3: No entanto, dentro da comunidade cristã, somos ainda chamados a viver um serviço específico: leigo casado ou consagrado, diácono, padre, irmã, missionário…

TODOS: Para escolher o verdadeiro caminho é necessário muita oração, estar atendo à Palavra de Deus, sensibilidade para ver as necessidades dos irmãos, vontade de agir, ajuda de alguém que oriente, espírito de luta… Só assim se pode ouvir Deus que chama e envia.

VENHA e VÁ

Animador: A Bíblia apresenta uma série de vocações: as pessoas são chamadas por Deus e a elas é confiada uma missão muito especial: construir o Reino de Deus.
Vamos acompanhar a dinâmica da vocação através das palavras do próprio Cristo.

Canto: Se ouvires a voz do vento…

Leitor: Jo 15, 12-17

PARA REFLETIR

1. “Não foram vocês que me escolheram, mas fui eu que escolhi vocês. Eu os destinei para ir e dar fruto, e para que o fruto de vocês permaneça.” Qual o sentido profundo destas palavras de Jesus?
2. “Ide pelo mundo inteiro, pregai o evangelho a todas as criaturas…” Qual é a finalidade do chamado?
3. “Amem-se uns aos outros”. “Não existe maior amor do que dar a vida pelos amigos!” O que significa isso para nossa vida? Existe vocação que não seja comunitária?

Canto:

Animador: Resume em poucas palavras os depoimentos e convida para as preces vocacionais.

PRECES VOCACIONAIS

Leitor 1: Pelos leigos e leigas, pessoas casadas e solteiras, algumas consagradas, que exercem sua missão dentro das realidades do mundo. Rezemos.

TODOS: Senhor Jesus, sustentai-os em sua missão!

Leitor 2: Pelos ministros ordenados: diáconos, sacerdotes e bispos, que doam a vida pela causa do Evangelho, rezemos.

Leitor 3: Pelas pessoas que assumiram a vida religiosa, irmãos e irmãs, para que testemunhem verdadeiramente a vida de Cristo nesta vocação tão bonita, rezemos.

Leitor 4: Pelos missionários que deixam sua terra, seu povo, seus bens… para anunciar a mensagem de Jesus Cristo em outros continentes, rezemos.

Leitor 5: Enfim, para que todas as comunidades se interessem e trabalhem para que entre seus filhos e suas filhas surjam numerosas e boas vocações para a construção do Reino, rezemos:

Outros pedidos espontâneos…

ORAÇÃO FINAL

Animador: Finalizemos nossa celebração rezando juntos a oração vocacional sugerida pelo papa Paulo VI:

TODOS: Jesus, mestre divino, que chamastes os Apóstolos a vos seguirem, continuai a passar pelas nossas famílias, pelas nossas escolas e continuai a repetir o convite a muitos de nossos jovens. Dai coragem às pessoas convidadas. Dai força para que vos sejam fiéis como apóstolos leigos, como diáconos, padres e bispos, como religiosos e religiosas, como missionários e missionárias, para o bem do povo de Deus e de toda a humanidade. Amém.

Senhor, fazei que eu ande!
Libertai minhas pernas da preguiça, afastai do meu corpo a vontade de acomodar-me.
Desatai meu coração das amarras que o prendem às coisas sem importância.
Soltai meu espírito da desgraça do egoísmo e da indiferença.
Fazei com que eu me disponha a ir ao encontro da humanidade que ainda não achou o rumo da salvação.

Senhor, que eu não fique dormindo no meu barco ancorado num mar de tranqüilidade, que eu não fique vegetando nesta “doce vida” de cri stão convencido de possuir “o passaporte” para o reino dos céus, mas que eu sinta, como o apóstolo Paulo, o desejo de andar e a inquietação missionária: “Ai de mim se não evangelizar”.

Senhor, que eu me dirija ao encontro daquele que sofre, porque ninguém ainda lhe estendeu a mão; ao encontro daquele que chora, porque ninguém ainda o amou; ao encontro daquele que caminha nas trevas, porque ninguém lhe mostrou o caminho da luz.

Senhor, que eu seja capaz de levar uma fatia de pão e um copo de água: o pão do calor humano e a água da vida.
Que em vez de maldizer, eu seja capaz de acenar para uma luz que conduz ao bem comum.
Que eu seja capaz de ser uma esperança amiga que desperte a fé e encaminhe as pessoas para o amor.

Senhor, que eu ande sempre, mas não me deixes partir sozinho e de mãos vazias.
Fazei com que eu leve comigo o suave peso da Vossa presença.
Dai-me, todos os dias, a vontade de ser alguém a serviço do Vosso amor.
Que assim seja!

Pe. Juca

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *