Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

O Método da Catequese

img

O método da catequese é o caminho que seguimos para atingir o objetivo que queremos alcançar. E nosso objetivo é preparar para uma vida de crescente comunhão. O caminho da catequese só pode ser o da participação, do aprender fazendo, do descobrir a beleza do amor de Deus presente no cotidiano. Para gerar amigos de Deus e da Comunidade cristã precisamos sair do modelo tradicional de catequese.

A catequese usou muito o método doutrinal, presente ainda em vários lugares, cujo objetivo é transmitir a doutrina cristã. É o ensino do livro, do catecismo. A intenção é que, ao conhecer a doutrina, o catequizando assuma o seu “ser cristão”. A vida do catequizando e da comunidade ficam fora do processo catequético e a Bíblia é muito pouso usada. Já constatamos que este método não fez amigos de Deus. Muitos dos que fizeram o “catecismo”, podem até saber a doutrina de cor, mas hoje estão longe da vida cristã. Não conseguem ligar o que aprenderam com a vida concreta.

Alguns princípios do Método da Catequese:

1. A construção de Comunidade

A catequese quer preparar o catequizando para uma participação consciente e ativa na comunidade eclesial. A própria catequese precisa ser uma vivência comunitária. Para isso é necessário organizar pequenos grupos, cuidar dos laços de amizade, da acolhida, do diálogo. Outra importante missão é levar o catequizando a participar ativamente do próprio grupo e da comunidade onde estiver inserido, além de aprender a rezar e celebrar juntos.

2. Partir da experiência

É vital para a catequese sempre partir da experiência, das angústias, dos questionamentos e da vivência dos catequizandos. Nossos catequizandos vivem uma realidade concreta, cheia de problemas, interrogações e angústias, mas também de esperança, alegria e amor.

Qualquer assunto abordado precisa partir da experiência de vida, senão, a mensagem não os atinge, nem é assimilada. O que o catequizando sente, vive, ama, é essencial para o processo de catequese.

A educação da fé quer tornar as pessoas atentas às suas experiências, julgá-las à luz do Evangelho a fim de determinar o caminho a seguir.  Nossa missão é ajudar o catequizando a descobrir na experiência cotidiana o convite à conversão e ao compromisso, a beleza de seguir Jesus.

A catequese tem a linda tarefa de ajudar a pessoa a viver toda a vida como uma grande experiência de Deus, onde fatos e eventos revelam os apelos de Deus e se tornam comunicação com Ele.

3. Bíblia, Fonte da catequese

A Bíblia é a principal fonte de inspiração para a catequese. O primeiro encontro com Deus se dá na vida concreta de cada dia. Para entender onde e como Deus nos fala na vida, a Bíblia pode nos ajudar. A Bíblia não é importante pelo livro em si, mas porque é luz para a vida hoje. A catequese ilumina com a Palavra de Deus as situações humanas e os acontecimentos da vida, para neles fazer descobrir a presença ou ausência de Deus.

4. Interação Fé e Vida

A Catequese hoje acentua a necessidade da Interação Fé e Vida. Isto quer dizer que o conhecimento da mensagem cristã e das formulações da fé precisa ser traduzido em vivências, fazer sentido para a vida. Por isso a catequese não deve ser doutrinal, alienada da vida dos catequizandos. Melhor do que falar em doutrina é falar de “mensagem”. A mensagem é mais rica que a doutrina, porque supõe um apelo a uma vivência evangélica. Diz o Diretório Nacional de Catequese: “João Paulo II afirmou enfaticamente: Quem diz mensagem diz algo mais que doutrina. Quantas doutrinas de fato jamais chegaram a ser mensagem. A mensagem não se limita a propor ideias: ela exige uma resposta, pois é interpelação entre pessoas, entre aquele que propõe e aquele que responde. A mensagem é vida.” (DNC 97). A mensagem precisa estar articulada com o grupo de catequizandos, isto é, ser vivida e não apenas aprendida.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *