Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Por que é necessário ter catequese e catequistas?

img

A catequese é fundamental na transmissão da fé. Ela é “o conjunto de esforços empreendidos na Igreja para fazer discípulos, para ajudar os homens a crerem que Jesus é o Filho de Deus” (Catecismo da Igreja Católica, n. 4). Na catequese, os catequistas formam os catequizandos no discipulado de Cristo transmitindo a doutrina da Igreja Católica.

A catequese é necessária por ser “uma educação da fé das crianças, dos jovens e dos adultos, a qual compreende especialmente um ensino da doutrina cristã, dado em geral de maneira orgânica e sistemática, com o fim de os iniciar na plenitude da vida cristã” (CIC, 5). Não é apenas uma aquisição de teorias e conhecimentos, mas também, momento privilegiado de experiência pessoal com Deus.

O Catecismo da Igreja relaciona vários temas com a catequese, para que possa-se entender sua importância e difundir, assim, a doutrina católica. Dentre algumas dessas temáticas, destaco duas que são: a catequese e a Sagrada Escritura. Essa relação acontece porque a Bíblia é a base de toda catequese. É o lugar onde se encontra e conhece a Deus que, revela-se em Jesus Cristo. Dessa forma, a Sagrada Escritura é o local de aprender a eminente ciência de Jesus Cristo (Fl 3,8), e nesta perspectiva, ignorar as Escrituras é ignorar Cristo (cf. CIC, 133). Assim, não se vive a dimensão catequética sem ter como fonte e base a Bíblia.

A Catequese e o símbolo da fé

O símbolo da fé é a coletânea das principais verdades da fé. Ele é o ponto de referência da catequese (cf. CIC, 188). Assim, é indispensável o conhecimento e uso do Catecismo da Igreja Católica para o aprofundamento da fé que a Igreja vive, professa e celebra. A catequese, com isso, se pauta neste horizonte, que deve estar intrinsecamente ligado ao símbolo da fé.

A necessidade dos catequistas

O catequista é necessário por ser um instrumento eficaz para ensinar o povo de Deus os conteúdos fundamentais da doutrina católica. Ele exerce o papel importante de transmitir a catequese nos seus respectivos conteúdos, métodos e estruturas, com a finalidade de falar e testemunhar Jesus Cristo ao catequizando.

O Catecismo nos ensina que:

Aquele que é chamado a ensinar o Cristo deve, portanto, procurar primeiro este ganho supereminente que é o conhecimento de Cristo, (…), e conhecer o poder de sua Ressurreição e a participação em seus sofrimentos” (CIC, 428). “É deste conhecimento amoroso de Cristo que jorra o desejo de anunciá-lo, de evangelizar e de levar outros ao sim da fé em Jesus Cristo” (CIC, 429).

Assim, o catequista deve empenhar-se no caminho do amor a Jesus Cristo, porque, por ter experimentado o Amor, agora ele anuncia Aquele que ama. Contudo, é elementar que o catequista testemunhe com a vida o que anuncia, para que seja eficaz cada palavra e gesto na catequese.

Portanto, o papel da catequese e dos catequistas é importantíssimo na Igreja. O Papa Francisco em uma mensagem nos dias 11 e 14 Julho de 2017, disse aos catequistas: “Quanto mais Jesus ocupa o centro da nossa vida, tanto mais nos faz sair de nós mesmos, nos descentra e nos aproxima dos outros.

Por Márcio Leandro Fernandes –  Missionário da Comunidade Canção Nova e candidato às Ordens Sacras (Via Canção Nova)

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *