Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

São Lucas: evangelista de Maria e da infância de Jesus e padroeiro dos médicos

São Lucas: evangelista de Maria e da infância de Jesus e padroeiro dos médicos

Igreja celebra em 18 de outubro o evangelista São Lucas, autor do terceiro Evangelho e dos Atos dos Apóstolos. Dentre os 4 evangelistas, é ele quem mais dá destaque à infância de Jesus e à Santíssima Virgem Maria.

Ao contrário de São Mateus e São João, por exemplo, São Lucas não conheceu Jesus pessoalmente: ele começou a abraçar a fé cristã por volta do ano 40, quando Jesus já tinha sofrido a Paixão, ressuscitado e ascendido aos céus. No entanto, conheceu São Paulo, de quem foi discípulo direto, e é possível que tenha conhecido também Nossa Senhora. Ele é, de fato, o evangelista que mais dedica espaço em seu relato aos mistérios que envolvem diretamente a pessoa de Maria: a Anunciação do Arcanjo Gabriel, a Visitação à prima Santa Isabel e o Nascimento de Nosso Senhor em Belém.

São Lucas é ainda o único dos 4 evangelistas que não nasceu em Israel – aliás, no seu relato evangélico, ele se dirige prioritariamente aos cristãos de fora da Terra Santa, em especial aos gregos, como propagador da mensagem do Cristo. Já no prólogo do seu Evangelho, ele afirma que o escreveu para que os seguidores de Jesus conhecessem melhor a Sua revelação e os Seus ensinamentos, enfatizando com particular esmero a misericórdia de Deus e o Seu perdão aos pecadores que se convertem de coração.

Culto, versado em literatura e formado em medicina, São Lucas veio a se tornar padroeiro de todos os médicos, bem como dos solteiros e dos artistas da pintura e da escultura, entre outros trabalhadores, porque, segundo a tradição, ele retratou a imagem de Nossa Senhora não apenas ao falar dela em seu texto evangélico, mas também ao pintar o seu retrato.

Seus símbolos na arte cristã são o livro e o touro, às vezes representado alado, porque ele começa o seu Evangelho descrevendo o sacrifício do sacerdote Zacarias no templo em que eram imolados bois nos rituais judaicos.

A tradição conta que São Lucas teria morrido mártir dependurado em uma árvore na Acaia.

Via Aleteia

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *