Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Viver a comunhão com Deus em comunidade

img

Jesus nos revela ser Deus uma perfeita comunhão de amor. O Pai ama o Filho, e o Filho ama o Pai no Espírito Santo que os une pelo amor. Jesus é o Filho de Deus, gerado e não criado. Ele se coloca a serviço do Pai e recebe a força do espírito Santo. O Espírito anima, dá vida a toda a criação do Pai e leva as pessoas a terem fé em Jesus. A Trindade toda sai de si para a salvação do ser humano.

Como viver esse grande amor do Deus Trindade em nossas comunidades?

A Igreja nos oferece os sacramentos da Iniciação cristã: Batismo, Crisma e Eucaristia nos convidando a vivenciá-los no nosso dia a dia, deixando que essa experiência faça reflexo na vida do outro.

Pela Eucaristia, Jesus nos convida, hoje, a tornarmos partícipe da sua vida de ressuscitado e, assim, ser responsável pela vida do irmão, estabelecendo uma relação semelhante àquela que ele e seus discípulos tiveram. Mais tarde, as primeiras comunidades experimentaram e se deixaram guiar pelos ensinamentos de Jesus transmitidos pelos discípulos.

Participando dessa vida que está em Cristo, somos chamados a ser fermento, sal e luz para toda a comunidade.

Os ensinamentos de Jesus, segundo a comunidade de Mateus

Partindo dos ensinamentos de Jesus oferecido pelo Evangelho de Mateus, parábolas como as das dez virgens (Mt 25,1-13) as dos talentos (Mt 25, 14-30), e a do Juízo final (Mt 25, 31-46), todas elas ensinam e insistem para que a comunidade se abra à generosidade, seja boa uns para com os outros; e também chama a atenção para a vigilância: estejam atentos.

Mateus nos ensina como sermos discípulos modelo, luz e sal na comunidade. Como oferecer o sabor da vida de Jesus para todos. Como atitudes fundamentais, nos convidam a viver: “o amor, a justiça, a misericórdia e o perdão”.

1. Sobre o amor, convida a comunidade a ser imitadora do Pai quando a convida à realização do duplo amor universal: “Amar a Deus e ao próximo (cf. Mt 22,37-39).

2. Sobre a Justiça, a comunidade é convidada a ir além do cumprimento da Lei, pela busca do Reino de Deus. Jesus diz: “Procurai primeiro o Reino e a justiça de Deus, e tudo isso vos será dado por acréscimo. (cf. Mt 6,33).

3. Sobre a misericórdia, Mateus nos dá o ensinamento de Jesus recordando as palavras do profeta Oséias em 6,6 que diz: “Misericórdia é que eu quero e não sacrifício. Na compreensão da comunidade de Mateus, ao ser misericordiosos, os discípulos de Jesus se fazem parecido com o Pai, pois cumprem o mandamento do amor. Assim, quando Jesus é criticado pelo fato de comer com os pecadores, e Jesus responde que “os que têm saúde não precisam de médicos, mas os doentes”, Mateus está nos mostrando que é a misericórdia o remédio com o qual Jesus vai curar a humanidade.

4. Sobre o perdão, os ensinamentos de Jesus vai nos mostrar que é pela capacidade de perdoar que se cumpre o mandamento do amor. Mateus nos apresenta a parábola que Jesus contava para demonstrar a capacidade de doar o perdão. A parábola do devedor perdoado de uma grande dívida, mas que se recusa a doar o perdão a quem pouco lhe devia (cf. Mt 18, 23-35).

Aqui estão as atitudes a que somos chamados a deixar fazer eco na vida da comunidade. No meio em que vivemos, a imagem dominante do ser cristão raras vezes mostra o que é essencial, às vezes se esquecem do que é fundamental e então não se espelha a dinâmica cristã fundamental e o sentido da identidade cristã que necessita ser expressa de forma consciente e integral.

Por Neuza Silveira de Souza – Secretariado bíblico-Catequético de Belo Horizonte-MG

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *