Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

A natividade de São João Batista

img

São_João_Batista24 de junho é o dia em que celebramos o nascimento de São João Batista, filho de Isabel, prima de Maria, a mãe de Jesus. Essas simples informações já dão o tom máximo da importância daquele que se tornou o Precursor do Salvador e abriu as portas para vinda do Messias, tão aguardada pelos judeus de sua época.

Lucas, no capítulo primeiro, versículo 41 de seu livro, revela que “Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre, e Isabel ficou repleta do Espírito Santo”. O evangelista retrata a importante visita de Maria, já com Cristo em Seu ventre, a Isabel, grávida de João. Naquele precioso momento, antes mesmo de chegar ao mundo, João Batista, o Profeta, faz reverência a Jesus, sentindo a presença do filho de Deus.

Os autores dos Evangelhos apresentam com todo rigor a figura de João como precursor do Messias. O dia de seu nascimento é chamado de “Aurora da Salvação”. João Batista é o único santo, além de Nossa Senhora, festejado por seu nascimento. A Igreja vê nele a preanunciação do Natal de Cristo.

Ele era um filho muito desejado por seus pais, Isabel e Zacarias. Ela era estéril e, ele, mudo. Ambos de estirpe sacerdotal e já com idade bastante avançada. Então o anjo Gabriel alertou Zacarias de que Isabel haveria de dar à luz um menino, o qual deveria receber o nome de João, que significa “Deus é propício”.

Conforme a indicação de Lucas, Isabel estava no sexto mês de gestação, que foi fixado pela Igreja três meses após a Anunciação de Maria e seis meses antes do Natal de Jesus. O sobrinho da Virgem Maria foi o último profeta e o primeiro apóstolo. “É mais que profeta, disse ainda Jesus. É dele que está escrito: eis que envio o meu mensageiro à tua frente; ele preparará o teu caminho diante de ti”.

Com palavras firmes, São João Batista pregava a conversão e a necessidade do Batismo de Penitência. Anunciava a vinda do Messias prometido e esperado, enquanto de si mesmo deu esse testemunho: “Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitarei o caminho do Senhor…”
Aos que o confundiam com Jesus, afirmava com humildade: “Eu não sou o Cristo” e “não sou digno de desatar a correia de sua sandália”. Sua originalidade era o convite a receber a ablução com água no rio Jordão (o Batismo). Daí o seu apelido de “Batista”.

João teve a grande missão de batizar o próprio Jesus. Ele apresentou oficialmente Cristo ao povo como Messias com estas palavras: “Eis o Cordeiro de Deus, Aquele que tira o pecado do mundo! Ele vos batizará com o Espírito Santo e com o fogo!”.

São João Batista é um dos santos mais populares em todo o mundo cristão. A sua festa é muito alegre e até folclórica. Com muita música e danças, o ponto central é a fogueira, lembrando aquela primeira feita por seus pais para comunicar o seu nascimento: anel de ligação entre a antiga e a nova aliança.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *