.

Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

O dinamismo jovem na Bíblia

O dinamismo jovem na Bíblia

O lema da Campanha da Fraternidade 2013 é “Eis-me aqui, envia-me!” de Is 6,8. Embora Isaías não seja apresentado na Escritura como modelo de jovem, sua resposta ao apelo de Deus foi o de uma atitude extremamente jovem.

É próprio do jovem estar pronto para o desafio, enfrentar a aventura, sair da rotina e buscar o novo, partir para o desconhecido. A conversão permanente é uma atitude jovem, só o jovem tem coragem de mudar, de inventar, de sair dos padrões, de quebrar o protocolo. O velho continua sempre na mesma, no seu canto

Moisés

A Escritura divide a vida de Moisés em três etapas de quarenta anos cada: no palácio do Faraó, refugiado em Madiã e acampado no deserto. Tudo muito exato, denotando ser artificial. Na verdade são três etapas diferentes, como se fossem três gerações (40 anos cada).

Criado pela filha do rei do Egito, quando ele sai do palácio pela primeira vez, jovem, sem dúvida, toma uma atitude diferente e inesperada, coloca-se na defesa de seus irmãos hebreus, que eram duramente explorados, e “quebra o pau”, matando um capataz egípcio. Não volta ao conforto do palácio, mas são seus companheiros que o denunciam. Tem de fugir.

Chegando a Madiã, da arrogância dos pastores homens defende as moças que olhavam o rebanho de seu pai e ajuda-as a dar de beber às ovelhas. Aceita a hospedagem desta família e casa-se com uma das jovens. Fica refugiado em Madiã, cumprindo a rotina do pastoreio das ovelhas de seu sogro, mas ouve o apelo de Javé e, apesar de todas as dificuldades, volta para o Egito a fim de libertar os seus irmãos.

Acampado no deserto com seus irmãos hebreus, aceita o conselho de seu sogro que vai levar-lhe a mulher e os filhos. Converte-se, muda a maneira de agir com o povo, deixa de concentrar todo o poder em suas mãos e aprende a partilhá-lo com outros. Assim, prepara o povo para uma vida de verdadeira fraternidade.

Davi

Davi era o mais jovem dos filhos de Jessé. Os irmãos deixaram-no olhando o gado, quando Samuel mandou chamá-los para escolher um deles para ser o novo comandante do povo. Foi a ele que Deus escolheu.

Saul quis que ele vestisse sua armadura para lutar contra Golias, mas ele preferiu inovar, foi enfrentar o gigante com sua funda na mão e cinco pedrinhas na sacola. Bastou uma.

Quando Saul passou a considerá-lo inimigo, entrou à noite no acampamento de Saul, que dormia a sono solto, tirou-lhe a vasilha de água e a lança e não permitiu que seu companheiro matasse o rei que dormia ao lado. Afastou-se do acampamento e gritou para acordar o rei e seu general para perguntar de sua arma e de sua vasilha de água.

Tornou-se o modelo dos reis de Judá e o poema do capítulo 11 de Isaías dá-lhe duas qualidades características do jovem: ousadia e precaução. A maioria das traduções fala em “espírito de prudência e fortaleza”, mas na verdade o profeta está se referindo à capacidade guerreira de Davi, a precaução e a ousadia que ele demonstrou no episódio de que falamos.

Jeremia

É o personagem bíblico típico do jovem. Sentiu o apelo de Deus para que denunciasse os desmandos e a cegueira das autoridades políticas e religiosas do povo com cerca de dezoito anos. Tentou resistir “Ah! Senhor, não sei falar, sou ainda uma criança!” “Não tenhas medo deles, pois estou contigo para defender-te” (Jr 1,6.8).

O jovem Jeremias tentava resistir ao apelo de Deus, mas “tu me seduziste, Senhor, e eu me deixei seduzir! Foste mais forte do que eu e me subjugaste! Tornei-me a zombaria de todo o dia, todos riem de mim. Sempre que abro a boca é para protestar! Vivo reclamando da violência e da opressão! A Palavra de Deus tornou-se para mim vergonha e gozação todo o dia. Pensei: Nunca mais hei de lembrá-lo, não falo mais em seu nome! Mas parecia haver um fogo a queimar-me por dentro, fechado em meus ossos. Tentei agüentar, não fui capaz!” (Jr 20,7-9).

 

Tudo isso é bem próprio do jovem. A resistência e o medo revelam o senso de responsabilidade, a insatisfação do jovem que reclama e protesta mostra o olhar de Deus sobre a realidade perversa que os ponderados adultos construíram e conservam.

E não falamos dos personagens do Novo Testamento como a jovem de Nazaré, Maria, jovem, pobre e de um lugar de onde nada de bom se poderia esperar, que se tornou a mais abençoada de todas as mulheres da terra.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *