.

Receba as novidades exclusivas de nossa rede :)

Cadastre-se

Percurso Quaresmal

img

Olhando a conquista do prêmio a pessoa que vai subir um morro anima-se e alegra-se. Vai compensar o sacrifício, muito mais do que imagina! A caminhada da Quaresma nos dá alegria por saber que a ascese ou exercitação na prática da conversão, com a oração intensificada, o sacrifício, a economia para dar o resultado para o fundo de solidariedade colhido no Domingo de Ramos e as obras de caridade, levam-nos à vida nova da Páscoa.

Esta é a certeza de que nossa vida, com a prática da solidariedade, da justiça e da fraternidade, tem o desfecho de grandeza espiritual e moral, que dão base à nossa realização humana. Jesus nos mostra o caminho do ganho da vida plenamente realizada. A oferta de si para a promoção da dignidade humana faz a pessoa viver autenticamente ressuscitada. Então a vida vale para dar vida aos outros.

A Campanha da Fraternidade nos leva a praticar a fé transformadora, que nos faz descruzar os braços para ajudarmos a superar as escravidões do ser humano fragilizado. Cooperar para a superação da injustiça do tráfico desumano faz-nos realmente humanos. Damos dignidade, promovemos a justiça, a boa política com voto responsável para quem realmente tem condição de promover o bem comum e a cidadania para todos. Não podemos ficar inertes quando vemos tantas pessoas exploradas em sua dignidade. Crianças, mulheres, negros, índios, sem teto, sem terra, sem ganho, sem saúde, sem educação, sem formação de caráter e sem família precisam de quem lhes dê mão, segurança e outros meios de superação de seus males. Jesus, o grande Libertador, vem nos propor a doação de vida para ajudarmos a promoção da libertação das cadeias e causas de sofrimento das pessoas exploradas por inescrupulosos. A “Fraternidade e o Tráfico Humano” nos dá o tom com este tema próprio para colocarmos em prática nossa fé alimentada intensamente com a Quaresma. Jesus nos vem libertar de toda a escravidão e nos faz superar tudo o que coloca os mais fragilizados sob os pés das injustiças que os torna submissos a todo tipo de exploração. O lema da Campanha “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gálatas 5,1) focaliza os direitos humanos de todos viverem livres. Dá-nos a segurança de que nosso compromisso em tirar as causas das barbáries desumanas tem força em Jesus, que nos prova seu poder humano-divino provado na Páscoa de sua Ressurreição.

A história do pecado humano, desde a origem, mostra o endeusamento humano querendo desbancar o amor do Criador. Jesus vem restaurar a origem do projeto divino para a humanidade ter condição de superar os próprios limites. Ele mesmo lembra que, sem Ele, ninguém tem condição de ter vida plenamente realizada. Com Ele somos capazes de mudar o rumo da história, encetando seu caminho de oblatividade, ternura, compaixão, perdão e autêntico amor. Assim, com seu olhar compassivo, somos capazes de ver a condição desumana de exploração dos mais fortes fisicamente para dar forças aos fracos com a fortaleza do verdadeiro amor que liberta, dá vida e dignidade a todos.

O percurso da Quaresma, realmente feito com fé e amor, nos trará a certeza de que o caminho com Jesus nos leva à vida plena, com abundante alegria!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *